O Dom de profecias

Estes são um começo do comentário. Talvez se você retornar a esta página depois de algumas semanas ela terá mais conteúdo.

As profecias, assim consideradas, mensagens de Deus recebidos por pessoas por Ele escolhida de forma sobrenatural, se manifestaram de maneiras diferentes com o passar do tempo. No VT tivemos profetas que revelaram princípios e outros que revelaram fatos e outros ainda que eram um misto disso. Parte destas profecias foram reconhecidas como tendo uma intenção divina de servir como ensino em qualquer tempo e chamadas de Escritura (Romanos 15.4).

No Novo Testamento, o mesmo continuou acontecendo. Sabemos que a igreja já reconhecia as cartas de Paulo como parte das Escrituras (II Pedro 3.16). Neste tempo em que Pedro escreve temos os casos de Ágabo e as filhas de Filipe que profetizavam, assim como um estímulo a igreja que profetizasse considerando este como o um dos mais ou o mais precioso dom.

  • Profecia como revelação de um fato oculto (II Samuel 12.7; Atos 11.28). Realmente não vejo como a Escritura supriria a revelação dos fatos que foram revelados nos textos aqui destacados. Pelo que entendo que esta forma de informação divina ao homem permanece ativa até hoje.
  • Profecia como exposição da Escritura. Me perdoem a falha em não encontrar agora um texto que associe a operação do profeta à exposição da Palavra. Se alguém quiser colaborar seria útil a mim. Porém, se pregarmos a palavra assim como foi revelada aos profetas e apóstolos, a mensagem terá sido enviada por Deus.
  • Profecia como revelação da Escritura (Hebreus 1.1-2). Temos pelo menos um sério motivo bíblico para não nos arriscarmos a ser o próximo profeta a revelar um novo texto bíblico (Ezequiel 13.8-9; Apoc. 22.18-19).

De uma forma ou de outra, temos segurança última na revelação da Escritura que conhecemos hoje. Esta que foi autenticada pela igreja primitiva ou porque escritas pelos apóstolos, ou porque autenticadas por ele ou porque estavam doutrinariamente alinhada com o que os apóstolos haviam dito e escrito.

Veja também este artigo: Como lidar com palavras proféticas

Anúncios