Mordomos de Deus

Roteiro de Célula Infantil Semana 2

Semana – 02 A cada momento 3 a 6 anos

semana -02 A cada momento 7 a 9 anos

Mordomia

Texto chave: II Coríntios 8.1-5

Contexto: Paulo segunda viagem a Corinto para buscar donativos para assistência aos santos

  1. Princípios básicos
  2. Tudo o que tem pertence a Deus (Jó 1.21; S 24.1)
  3. Mesmo que tem riquezas porque trabalhou duro não é dono (Dt. 8.17-18)
  4. É melhor trabalhar e servir esperando no Deus que provê (Mt. 6.33)
  5. É preciso ser contente com o que tem (Heb 13.5)
  6. Gaste menos do que ganha (I Timo 6.8)
  7. Antes de tomar emprestado questione-se:
    • Você tem admitido viver uma vida mais simples (I Timo. 6.6)?
    • Que garantia você tem que pagará o empréstimo (Prov. 22.7)?
    • Seu débito é bem planejado (Prov. 21.5)
    • Você tem algum valor em poupança (Pv. 21.20)?
    • Por que Deus não proveu (Mt. 6.3)?
  8. Contribua generosamente (I Tim. 6.18)
  9. A disposição de aplicar recursos na vida do corpo é graça de Deus (8.1)
  10. Para não depender das circunstâncias para ofertar (8.2-3)
  11. Para não depender de constrangimentos (8.4,8)
  12. Faz parte da entrega de si mesmo ao Senhor e ao corpo (8.5)
  13. Constrangidos pela atitude humilde de Cristo (8.9)
  1. A oferta é proporcional ao que Deus lhe deu (8.12-15)
  2. A oferta é aceitável quando proporcional ao que se tem (vs.12-15)
  3. Este princípio mantém-se desde Abraão e Jacó (Gn. 14.20; 28.22)
  4. Também consta das orientações a Israel (Dt. 14.22)
  5. Nossa justiça deve exceder à dos fariseus (Mt. 5.20)
  1. A administração deve ser feita com zelo:
  2. Por pessoas que realmente se importem (16-17)
  3. Por pessoas que tenham recomendação da igreja (18-19)
  4. Com transparência diante de Deus e dos homens (20-23)
  1. As ofertas devem ser usadas prioritariamente na assistência aos santos e sustento dos líderes espirituais (v.9.1)

 

  1. Assistência aos santos carentes
  • Deus já tinha esta preocupação com Israel (Dt. 14.22-29)
  • A igreja primitiva herdou esta preocupação (Atos 6.1; Tiago 1.27)
  • Deve-se considerar carente, quem não tem família para ajudar e possibilidade de trabalhar e que por isso, dedica-se à oração, cuida bem dos filhos e serve bem os irmãos (I Tim. 5.5-9)
  1. Participar do sustento dos líderes espirituais
  • Os levitas não deveriam ser esquecidos (Dt. 12.19)
  • Jesus orientou os discípulos a dependerem dos que eles serviam (Lucas 10.7)
  • Os apóstolos tinham este direito (I Cor. 9.7-12)
  • Líderes da igreja dedicados a presidir ou pregar e ensinar também, especialmente estes últimos (I Tim. 5.17)
  • Estes devem considerar o contentamento para não cair em ciladas (I Tim. 6.6-9)
  1. A motivação para compartilhar seus recursos com a obra
  2. Motivar outros fazerem o mesmo (9.2)
  3. Adoração, dedicação, planejamento (9.5)
  4. Generosidade sem efeito da avareza (9.5)
  5. Sem pesar ou obrigação, mas, alegria (9.7)
  1. Investimento no Reino
  2. O que se planta no Reino gera frutos do Rei (v.6)
  3. O que se colhe visa uma maior plantação (8-11)
  4. O propósito é a glória de Deus vista na gratidão dos assistidos a Ele (vs. 12-15)

Conclusão

  • Deus é dono de tudo o que tenho e devo administrá-lo fielmente.
  • O contentamento é a chave para administrar bem.
  • Aplique generosidade em ofertar, de forma proporcional ao que tem.

Como viver isso…

  • Seja temente a Deus em seu orçamento
  • Defina em seu orçamento um valor para poupar ou pagar dívidas
  • Defina em seu orçamento um valor para generosidade
  • Não limite seu orçamento de ofertas ao dízimo
  • Tenha um MDD dedicado

Memorize II Coríntios 8.5