Igreja Batista da Glória

Um igreja da Convenção Batista Brasileira que deseja levar cada membro a viver como servo de Cristo.

ÍDOLOS DO CORAÇÃO

https://youtu.be/hKWT6Qd5Imo
Jeremias 17.9

JONAS, NA SUA FUGA E  CONSAGRAÇÃO, DEMONSTRA A SOBERANIA DE DEUS NA SALVAÇÃO. (1.1 − 2.10)

1 – A COMISSÃO DE JONAS (1.1,2)

Princípio: O local é específico, a forma é específica e o motivo é específico.

2- A REBELIÃO DE JONAS (1.3)

Princípio: Não basta conhecer, temos que obedecer.

3 – O DEUS QUE AMA E DISCIPLINA…(1.4-16).

A desobediência de Jonas transforma-se no modo soberano de Deus trazer salvação a marinheiros pagãos

4 – A RETALIAÇÃO DE DEUS(1.4)

Princípio: Mas o Senhor mandou ao mar um grande vento, e fez-se no mar uma forte tempestade, e o navio estava a ponto de quebrar-se.

Princípio: temos que fazer a leitura correta das circunstâncias

5 – A RECIPROCIDADE DOS MARINHEIROS (1.5-7)

Princípio: Deus nos usa, apesar de nós!

 6 – A REVELAÇÃO DE JONAS (1.8-12)

Princípio: Cuidado com a consciência cauterizada!

7 – A RESPEITO DOS MARINHEIROS(1.13-16)

Princípio: Deus usa circunstâncias para alcançar pessoas que não eram nosso alvo principal…

8 – O DEUS QUE DISCIPLINA E SALVA…(1.17 – 2.10).

Princípio: A disciplina de Jonas os leva a perceber a soberania de Deus em dispensar salvação

 9 – O RESGATE DE JONAS (1.17)

Princípio: A libertação é dada por Deus…mas nem sempre do jeito que a gente imagina.

10 – O DEUS QUE PUNE COM JUSTIÇA MAS ABENÇOA COM AMOR…(2.1-9).

Jonas ora por libertação e louva a Deus por preservar sua vida

11 – O RECONHECIMENTO DE JONAS (2.1-6a)

Princípio: Arrependimento envolve reconhecimento.

12 – A RESIGNAÇÃO DE JONAS (2.6b-7)

 

Princípio: Reconhecimento traz confissão.

13 – A RENDIÇÃO DE JONAS (2.8-9)

Princípio: Confissão leva à rendição.

14 – A REMIÇÃO DE JONAS (2.10)

Princípio: Rendição resulta em remição.

PRINCÍPIO: RENDIÇÃO RESULTA EM REMIÇÃO.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: