Por que há momentos que não estou no altar?

“Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês.” – Romanos 12.1

Escrevi este parágrafo por último. Não espero que concordem com que lerão abaixo. Não estou disposto a julgar os outros. Ainda estou aprendendo a julgar a mim mesmo, para não ser condenado com o mundo (1 Coríntios 11.31,32).

Me constrangeu hoje pensar no que acontece com cristãos na China, Indonésia, e outros locais onde cristão estão sendo perseguidos. Templos sendo destruídos, pessoas sendo decapitadas, ou sendo submetidas a diversas humilhações ou privações de remédios, comida e água.

Não estou pensando na atrocidade dos perseguidores. Estou pensando no amor por Deus que tem os perseguidos. Veja exemplos:

http://noticias.gospelmais.com.br/menino-cristao-7-anos-torturado-assassinado-crer-deus-62919.html

http://www.portasabertas.org.br/noticias/2013/11/2847820/

Minhas justificadas para não estar diante do altar de Deus sendo sacrifício vivo, santo e agradável a Ele são, em muitas oportunidades, questões insignificantes: esporte, televisão, internet, cinema, ou simplesmente não estou me “sentindo” bem.

Se eles quisessem justificativas para não estar diante do altar de Deus servindo a Ele, teriam motivos melhores do que o meu: segurança, saúde, comida e água.

Eu o justifiquei. Eles não! Eles se entregaram!

Anúncios

Deixe seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s