Igreja Batista da Glória

Um igreja da Convenção Batista Brasileira que deseja levar cada membro a viver como servo de Cristo.

A visão de Deus sobre depressão

Baixe aqui o estudo detalhado

Introdução

Muitos definem “depressão” como uma doença caracterizada por sentimentos de desalento e/ou culpa, resultando em falta de esperança e interrupção das atividades, embora as ciências médicas admitem que as suas causas ainda não são tão evidentes.

Como a Palavra de Deus trata sentimentos e pensamentos depressivos

Alguns personagens bíblicos como Caim, Josué, Elias, Jó, Jonas e outros parecem ter passado por estes sentimentos. Em sua perfeição, a Palavra de Deus é eficiente para enfrentar as dificuldades destes sentimentos, trazendo alento e segurança (Salmo 19.7-14; 119.165). Por ela nos convencemos que os pensamentos decorrentes destes sentimentos são enganosos e inferiores aos de Deus, e portanto, desprezíveis (Jeremias 17.9,10; Provérbios 16:25; 1 Coríntios 1:25, 3:16-20). Além disso, as Escrituras evidenciam o controle (soberania) de Deus sobre as circunstâncias, boas e ruins, harmonizando-as para que sejamos vencedores, mesmo estando desanimados, através do conhecimento de Deus e de nossa obediência a verdade (1 Coríntios 10:13; 2 Timóteo 3:16-17; 2 Pedro 1:2-11; 1 João 5:4-5).

Quem pode ser acometido de sentimentos e pensamentos depressivos?

Ninguém está completamente imune aos sentimentos depressivos. No íntimo as provações são semelhantes à todos os homens (1 Coríntios 10:12-13). Conforme você verá nos exemplos abaixo, o fator que desencadeou a depressão em suas vidas foi uma ênfase em interesses e capacidades pessoais:

1. Elias reagiu às ameaças de Jezabel temendo pela própria vida, entregando-se ao desespero e fugindo, mesmo após uma grande vitória (1 Reis 19:1-4);

2. Davi pecou, não se arrependeu e, então, perdeu a esperança (Salmo 38);

3. Descontente com a obra soberana de Deus, Jonas irou-se contra Ele e desejou a morte (Livro de Jonas)

4. Pedro negou a Cristo mentindo e praguejando, o que o levou a chorar amargamente (Mateus 26:69-75), e

5. Judas traiu a Jesus e depois sentiu remorso. Após jogar as trinta moedas de prata no templo. Ele cometeu suicídio, enforcando-se (Mateus 27:1-5).

Por que as pessoas ficam deprimidas?

A lista que damos a seguir não é exaustiva, mas aponta para a importância de você proceder a um auto exame cuidadoso de suas atitudes, pensamentos e sentimentos, usando a Palavra de Deus para determinar de que mudanças você precisa (Provérbios 11:14, 18:13; Isaías 55:8-11; Mateus 7:1-5; 1 Coríntios 11:31; Filipenses 4:6-7; Tiago 1:5,22-25).

A. Fatores físicos: doença, parto, cirurgia e o respectivo processo de recuperação, desequilíbrios hormonais ou químicos, disfunções orgânicas, falta de sono, dieta não salutar, fadiga, fenômenos do ciclo menstrual ou distúrbios físicos diversos (i.e., hipoglicemia, diabetes, disfunções glandulares).
B. Reações pecaminosas à situações difíceis; deficiências físicas (i.e., paralisia, perda de membros, cegueira, surdez), perda do emprego, divórcio, morte de alguém querido, quebra de um relacionamento, dificuldades financeiras, acidentes, conflitos interpessoais, filhos adultos deixando o lar, aposentadoria, perseguição, crises, traumas ou doenças.
C. Cuidado com o corpo de forma pecaminosa: alimentação incorreta, excesso de trabalho, descanso insuficiente, hábitos de sono não apropriados, abuso de substâncias químicas (drogas, álcool, medicamentos), falta de exercício físico, falha no cumprimento de responsabilidades pessoais (trabalhos de casa, jardinagem, tarefas diversas, cuidado dos filhos)
D. Falta de cuidado espiritual e piedoso: ausência de devocionais diárias, vida de oração infiel, falha em perdoar aos outros ou restaurar relacionamentos pessoais, falta de comunhão com outros crentes, fracasso em ministrar como parte do Corpo de Cristo ou falha em confessar fielmente os pecados ao Senhor e aos outros.
E. Pensamentos e hábitos mentais pecaminosos, incluindo: amargura, preocupação, ansiedade, inveja, ciúme, autocomiseração, espirito não perdoador, impaciência, procrastinação, pensamentos lascivos, rancor, orgulho, ira ou superioridade.

O que Deus pensa sobre os fatores que contribuem para a “depressão”?

A. Fatores físicos

Deus o criou de modo impressionante e maravilhoso (Salmo 139:14). Como cristão, você foi comprado por um preço estipulado e deve exaltar a Cristo e glorificá-Lo (tornar pública a grandeza e domínio de Deus) em seu corpo (1Coríntios 6:20; Filipenses 1:20; 1 Pedro 1.18). O cuidado físico adequado também é importante para o cumprimento do plano de Deus. Você deve, então, apresentar o seu corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, como culto de adoração a Ele (Romanos 12:1). Mesmo que haja ações médicas, você deve aprender a viver de acordo com a Palavra de Deus em meio a problemas físicos e tratamento médico. Lembre-se de que Deus é Soberano e nunca permitirá que um problema físico o impossibilite de obedecer à Sua Palavra (1 Coríntios 1.8; 10.13; 2 Pedro 2.9).

B. Demais fatores

Se em meio às dificuldades físicas você agir com responsabilidade (o que inclui buscar a assistência médica apropriada) e praticar o amor incondicional em todos os seus relacionamentos, você agradará a Deus, provará o Seu cuidado amoroso e será fortalecido (Gênesis 4:7; Salmos 34:19; 37:23-24; 119:143; 147:3,6; 2 Coríntios 12:9-10; Filipenses 2:3-8; 4:13, 19; Tiago 1:25).

COMO PREVENIR E LIDAR COM OS SENTIMENTOS DEPRESSIVOS

É muito importante que você procure desenvolver uma vida piedosa e desta forma estar preparado para o dia mal. Sugerimos que você mantenha em sua vida:

1. Confissão habitual dos pecados ao Senhor (1 João 1:9) e às pessoas que acompanham você na fé (Tiago 5:16);

2. Fidelidade na oração (Colossenses 4:2; 1 Tessalonicenses 5:17);

3. Diligência no estudo (2 Timóteo 2:15), meditação (Josué 1:8; Salmo 1:2), memorização (Salmo 119:11,16) e prática da Palavra de Deus (Tiago 1.27);

4. Uma vida de comunhão (compartilhando a vida) com outros irmãos em Cristo (Hebreus 10:23-25), e

5. Estar sempre servindo às pessoas e a Cristo no meio de sua igreja (1 Pedro 4:10).

Anúncios

6 comentários em “A visão de Deus sobre depressão

  1. “Diligência no estudo (2 Timóteo 2:15), meditação (Josué 1:8; Salmo 1:2), memorização (Salmo 119:11,16) e prática da Palavra de Deus (Tiago 1.27)”
    Penso que agindo por meio destas quatro atitudes, dificilmente colocaremos o foco em nós mesmos ou nas circunstâncias.
    Que o nosso maior prazer, não seja em nos satisfazer, mas em agradar ao Senhor, assim Ele satisfará os desejos do nosso coração. Sl 37:4

    1. Estou certo que este é o caminho seguro e equilibrado para todos nós. É a casa construída sobre a rocha que serviu de ilustração para Jesus. Ótima contribuição, Ir. Socorro.

  2. A Bíblia nos diz para sermos cheios de alegria e louvor (Filipenses 4:4; Romanos 15:11), então Deus aparentemente quer que todos nós vivamos vidas alegres. Isso não é fácil para alguém sofrendo de uma depressão causada por alguma situação, mas pode ser remediado através dos dons de Deus de oração, estudo e aplicação da Bíblia, grupos de apoio, grupos domésticos, comunhão entre os crentes, confissão, perdão e aconselhamento. Nós devemos fazer o esforço consciente para não sermos absorvidos por nós mesmos, e ao invés disso colocarmos nossos esforços para fora. Sentimentos de depressão frequentemente podem ser resolvidos quando o sofredor tira o foco de si próprio e o põe em Cristo e nos outros.

    Leia mais: http://www.gotquestions.org/Portugues/depressao-cristao.html#ixzz2hwAGA0uf

Deixe seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: