Lidando com o seu coração

NOTA: Você pode usar a introdução para um primeiro encontro com alguém que você esteja aconselhando (ou para si mesmo) e cada parágrafo com textos bíblicos a seguir como devocional que pode servir de base para as conversas seguintes. 

Introdução

Você será sempre tentado a agir de modo egoísta, com pensamentos, palavras e ações que ferem as pessoas com quem se relaciona, inclusive, com o Corpo de Cristo. Além disso, suas atitudes egoístas afetam a sua caminhada pessoal com o Senhor.

Deus rejeita esta atitude motivada pelo seu coração egoísta e enganoso (Jeremias 17.9; Marcos 7.20-23; Efésios 5.5; Tiago 4.1-10; 1 Pedro 2:11-12). Por isso, Ele quer que esses pecados sejam confessados e vencidos, para que você amadureça como filho de Deus e viva uma vida santa adequada a Ele (Provérbios 28:13; Romanos 6.12-13; 1 Coríntios 3.1-3; 1 Pedro 1:14-17).

1. Como Deus analisa você

Deus ensina que ninguém procura o seu próprio mal; pelo contrário, todos se amam e se satisfazem a si mesmo, tanto que ordena que amem uns aos outros como já amam a si (Mateus 22:39; Efésios 5:29). O problema é que o homem termina dando a si mesmo uma atenção exagerada que os impedem de ser discípulos de Jesus (Lucas 9:24; Filipenses 2:19-21; 2 Timóteo 3:1-5).

Você deve pensar de si mesmo como Deus quer que pense, e assim compreender e basear sua vida não em quem você é como ser humano, mas, em quem você é por estar em Cristo (Romanos 8.14-17; Efésios 1.3-14; Colossenses 2.9-12; 1 Pedro 2:9-10).

Como filho de Deus, você tem a certeza de que o seu Pai Celestial, por causa da sua graça e misericórdia, está agindo em vida para o seu próprio bem, inclusive, bem-estar espiritual (Romanos 8.28; Filipenses 1.6, 2.13; 2 Pedro 1.3-4) mesmo que você não seja, por natureza, adequado ao relacionamento com uma pessoa tão santa, com Ele é, tendo que depender sempre dEle (Salmo 62.9; Isaías 64.6; João 15.4-5; 2 Coríntios 3.5).

Mesmo que você não tenha capacidade por você mesmo de agradar a Deus, Ele escolheu mostrar o seu poder ao mundo através de você (1 Coríntios 1.26-31) e definiu um propósito para a sua vida: ser cada vez mais parecido com Cristo em nossas ações (obras), para que as pessoas possam ver a grandeza de Deus através de você (Mateus 5.16; Romanos 8.28-29; 2 Coríntios 5.17-20; Efésios 2.10).

Mesmos que as vezes você se sinta pressionado, perplexo ou abatido, você ficará contente e satisfeito e será bem sucedido em quaisquer situação se estiver firme no propósito de agir em obediência a Deus em tudo o que você faz – pensamentos, palavras e ações – aprendendo a adaptar-se a qualquer situação (Gênesis 4.7; Salmo 119.165; Isaías 26.3; Lucas 11.28; João 15.10-11; 2 Coríntios 4.7-10, 16-18; Filipenses 4.6-11).

Quando você obedece a Deus no dia a dia, você mostra que ama o Senhor Jesus Cristo (João 14.15, 21, 23-24; 1 João 2.4-5) e demonstra que Ele é o Senhor de sua vida (Mateus 7.21). Deus tem prazer e alegria quando você confia nEle a ponto de obedece-lo (1 Samuel 15.22; Hebreus 11.6), e não apenas abre a boca para declarar que é fiel a Ele (Provérbios 20:6; Mateus 7:21; 1 João 2:4), ou mesmo quando expressa remorso (1 Samuel 15:24-26) ou ainda quando pratica obras — que são boas e admiráveis diante dos homens, mas insignificantes diante da perfeição dEle (Salmos 40.6; 51.16-17; Jeremias 6.20; Hebreus 10.1-4).

2. O que você pode esperar de Deus?

Você deve ser grato a Deus porque foi formado por ele de modo especial e admirável (Salmos 119:73; 139:13-14). Embora você possa não ser belo segundo os padrões mundanos, ou tenha deformações físicas ou sofra com doenças crônicas, por amar a Deus, você pode entender que Ele usará todas estas coisas para o seu bem (Romanos 8.28). As dificuldades são mantidas dentro de limites (1 Coríntios 10.13), para manter suas esperanças, que elas serão úteis para apuração do seu caráter (Romanos 5.3-5). Em nossas fraquezas somos fortalecidos (2 Coríntios 12.9-10).

Deus o ama com um amor perfeito, suportando a consequência dos nossos pecados (Isaías 53.6; Lucas 15.4-7; João 3.16). Este amor não é impedido por qualquer falha que você possa cometer. Ainda que você não mereça tal amor e nada possa fazer para merecê-lo, Ele nos amou primeiro (Romanos 5:8; 1 João 4:10).

Quando entendemos que a preocupação exagerada com aquilo que somos, fazemos ou acontece conosco é pecado (Lucas 9:23), poderemos substituir a desvalorização própria pela valorização de Cristo em nós (1 Coríntios 2.1-5; 2 Coríntios 4.7), a exaltação própria pela humildade (Mateus 23.12;  Tiago 4:16-17) ou a autocomiseração pelo serviço a Deus e aos outros (Romanos 14.7,8; 2 Coríntios 5:15; Gálatas 2:20; Filipenses 2:3-4). Você deve confessar esse destaque excessivo do “eu”, que é contrário a ao que Deus ensina e começar imediatamente a viver de acordo com a Palavra de Deus (Salmo 51:10; Filipenses 3:12-14; I João 1:9).

Você precisa compreender que o pecado não tem poder sobre você (Romanos 6:6, 12-13; 12:21; Colossenses 3:2-17). Claro que isso envolve os pecados relacionados ao egocentrismo — inveja, ciúme, cobiça e ganância. Por causa disso, você pode se alegrar em cada situação, sem pensar no que é agradável a você, mas no fortalecimento que Deus pode lhe dar em cada oportunidade (Filipenses 4:11-13) e ter uma atitude humilde, serva e confiante no Pai, semelhante à de Cristo (Filipenses 2:5-8).

É importante lembrar-se de que seu Pai Celestial tem todo o universo sob controle, que Ele quer o melhor para você (Jeremias 29:11; Mateus 7:9-11; Romanos 8:28) e conduzirá até o fim o projeto que Ele tem para a sua vida de fazê-lo semelhante ao seu Filho (Isaías 46:9-11; Romanos 8:29; Filipenses 1:6, 2:13). Ele promete suprir cada uma das suas necessidades, inclusive espirituais (Salmos 34:10, 15-18; 37:23-25; Mateus 6:33-34; Filipenses 4:19), torná-lo capaz de realizar toda boa obra (1 Carinhos 12:7; 2 Timóteo 3:16-17; 1 Pedro 4:9-10) e permanecer ao seu lado em todas as situações da vida, mesmo as mais tenebrosas e difíceis (Salmos 23:1-6, 121:1-8; 2 Timóteo 4:18; 1 João 5:18).

Anúncios

Deixe seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s