Igreja Batista da Glória

Um igreja da Convenção Batista Brasileira que deseja levar cada membro a viver como servo de Cristo.

Como agir no meio da angústia?

Texto: Mateus 26.36-45

Introdução

Jesus sabia que estava chegando o momento:

  • Ele avisou aos apóstolos do que estava para acontecer e que seria abandonado (vs.31);
  • As multidões haviam sumido e agora ele chega ao Getsêmani apenas com os `11´´;
  • Estava chegando a hora das profecias se cumprirem, de Jesus, que nunca havia sido manchado pelo pecado, beber o cálice da ira de Deus contra os pecadores, de ser oferta de pecado em nosso lugar
  1. Saiba como se preparar (vs.36-38)
  • Jesus chegou ao Getsêmani e, levou consigo os seus discípulos e depois os mais próximos;
  • Compartilhou que estava profundamente triste, numa tristeza mortal;
  • Pediu que eles orassem com Ele.

Jesus nos mostra que nesses momentos:

  • Preciso pedir ajuda a pessoas próximas e que compartilhem a mesma fé;
  • Ser sincero de como está o meu coração;
  • Orar buscando ao Senhor e pedir que essas pessoas também intercedam por mim.

2. Batalhe em oração (vs.39-40)

Jesus iniciou uma batalha de oração onde:

  • Ficou claro a sua tristeza e o seu medo;

O corpo imaculado de Jesus receberia todo o pecado e junto com ele a ira do cálice de um “Deus distante´´ (Apocalipse 14.10)

Por volta das três horas da tarde, Jesus bradou em alta voz: “Eloí, Eloí lamá sabactâni?” que significa: ” Meu Deus! Meu Deus! Porque me abandonaste?”. Mateus 26.46

  • Não havia expectativa de mudança do seu destino:

Marcos 14.21

  • Jesus iniciou uma batalha de oração onde:
  • Não pôde contar nem mesmo com as pessoas mais próximas;

Marcos 14:40/ Lucas 22:45

  1. Persevere em orar (vs.41-42)
  •  Jesus perseverou em oração e pediu os discípulos para fazer o mesmo, afim de:
  • Não cair em tentação
  • Ser fortalecido e, duramente, a própria vontade adequada a vontade de Deus.

 Lucas 22:43,44

  1. Depois de fortalecido, enfrente(vs.45-46)

 Jesus ao encontrar novamente os discípulos dormindo, não se entregou, voltou a orar e:

  • Fortalecido chamou os discipulos para receber o traidor;
  • Enfrentou a sua missão, sendo obediente ate a morte e morte de cruz;

 Filipenses 2:9,10.

Conclusão:

  • No momento de angustia, e de aflição, buscar ao Senhor é a melhor alternativa;
  • A oração pode até não mudar as circunstancias, mas mudará o meu coração diante as aflições;
  • Preciso orar, pois a oração me fortalece e me ajuda a não cair em tentação.

Tarefa pratica:

  • Memorize Mateus 26.41;
  • Se você entendeu que deve mudar algo em sua vida de oração, faça um plano prático de mudança, por exemplo: orando com seu discípulo/discipulador;
  • Como sugestão para intensificar a sua vida de oração, ajuste a sua agenda para se envolver na tocha de oração, em um MIT, ou nos encontros de oração.

Pergunta para a célula:

  • O que Jesus fez no momento da angustia que lhe chamou a atenção?
  • E como você ver a atitude dos discípulos?

O que a partir dessa mensagem, você aprendeu e vai colocar em prática? Como?

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: