Texto: Efésios 4.26-27 e 31-32

Áudio e Devocionais

Introdução

A palavra usada aqui (vs26) no grego para Ira é “orgizo” (estar zangado):

– A ideia aqui não é para nos irarmos, mas o que fazer quando estamos com Ira;

– Isso fica claro quando lemos o versículo 31;

– O que o texto reconhece é que vamos nos irar e orienta como devemos proceder;

– Mas será que todo tipo de ira é pecado?

Primeiro, como podemos definir a IRA: (Marcos 7.14-15)

– Ira não é uma emoção que você joga fora ou que depende das circunstâncias;

– As circunstâncias são o instrumento de Deus para demonstrar o conteúdo do nosso coração;

– A Ira é a resposta que damos aquilo que Julgamos ser injusto.

A Bíblia descreve dois tipos de Ira: A Justa e a pecaminosa.

“Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem COM DEUS A IRA, pois está escrito: “Minha é a vingança; eu retribuirei”, diz o Senhor” … (Romanos 12.19)

“Meus amados irmãos, tenham isto em mente: Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar-se, pois A IRA DO HOMEM NÃO PRODUZ A JUSTIÇA DE DEUS”.     (Tiago 1.19-20)

A Ira Justa:

– Robert Jones (“Ira – Arrancando o mal pela Raiz”) diz que a Ira Justa na Bíblia pode ser:

Divina – vem de Deus e surgiu após o pecado:

Humana …..

A ira é considerada por alguns teólogos como um atributo de Deus; (Romanos 1.16-19)

Deus é quem mais aparece irado na Bíblia, mas também é quem mais demonstra amor, como isso é possível?

A Ira Divina:

– A cruz responde, pois é onde a ira e o amor de Deus se encontram:

“Contudo foi da vontade do Senhor esmagá-lo e fazê-lo sofrer, e, embora o Senhor faça da vida dele uma oferta pela culpa, ele verá sua prole e prolongará seus dias, e a vontade do Senhor prosperará em sua mão. Depois do sofrimento de sua alma, ele verá a luz e ficará satisfeito; pelo seu conhecimento meu servo justo justificará a muitos, e levará a iniquidade deles”. (Isaías 53.10-11)

A Ira Humana Justa: Marcos 3.1-5; Mateus 21.13-14

Jesus o exemplo de uma Ira justa:

– Jesus se irou por causa do coração endurecido deles que não tinha misericórdia do homem de mão atrofiada;

– O foco de Jesus era Deus e o seu Reino;

– A atitude de Jesus, após a ira, foi Piedosa, ou seja, a cura do homem;

A Ira Justa x A Ira Pecaminosa: 1 Samuel 20.27-34

– Afinal, a minha ira é justa ou pecaminosa?

Jones sugere que devemos usar três critérios para podermos identificar:

  • 1 – É uma reação contra um pecado real?
  • 2- Tem o foco em Deus e em Seu Reino?
  • 3- Coexiste e é expressada de maneira Piedosa?

R- Saul – Ira pecaminosa  /  Jonatas – Ira Justa

Voltando… Quando ficarem Irados…

Quando nos iramos, qual a motivação? Tiago 4.1-2

No velho testamento a Ira humana é retratada 47 vezes, dessas 42 são pecaminosas (89%). Como se ver a maioria absoluta dos casos retratados a Ira descrita é pecaminosa, isso demonstra que precisamos examinar o nosso coração e ver qual a motivação da nossa Ira.

Três pessoas diferentes e o mesmo problemas: IRA

  • João é líder na Igreja e esposo de Maria;
  • Maria esposa de João, além de trabalhar, cuida do filho e da casa;
  • Zezinho filho de João e Maria, é crente, mora com os pais, apesar de já trabalhar.

Aplicação

Antes de descrevermos a vida dos nossos três personagens, vamos analisar uma história:

Pergunto:

  • A ira do filho foi resultado de um pecado real?
  • A sua ira estava focada em Deus e nos Seus interesses?
  • Ele teve uma atitude piedosa?

E a atitude do Pai em relação a esse filho?

Conhecendo o Coração: 2 Coríntios 13.5

  • João esposo de Maria:

– Nas circunstâncias “certas” ele costuma explodir;

– Ele gostaria muito de chegar em casa, depois de um dia de muita pressão no trabalho, comer uma refeição deliciosa, encontrar a casa arrumada e um pouco de PAZ, será que é pedir muito?

– É honesto, procura sempre servir na Igreja e sempre foi muito rígido com seu filho.

  • Maria esposa de João:

Quando irada se fecha, arde e queima por dentro;

– Ela se ressente das críticas de João, de seus gritos e de sua falta de ternura. Murmura silenciosamente: se ao menos tivesse um marido que me aceitasse como sou, que me amasse incondicionalmente;

– Ela grita com seu filho, pois ele tem atitudes que lembram o seu pai.

  • Zezinho filho de João e Maria:

– Zezinho sempre foi bem comportado, gosta de ir para a Igreja e, ao contrário de muitos jovens, nunca bebeu, fumou e pretende casar virgem.

– Ele acha que, por mais que se esforce, nunca vai conseguir agradar ao seu pai e nunca vai ser reconhecido no trabalho.

– Normalmente  quando se ira, fica calado, mas o seu coração falta explodir e as vezes não consegue se controlar.

Tarefas práticas:

– Memorize Efésios 4.26;

– Veja com qual dos nossos personagens você mais se identifica e procure:

1- Verificar a motivação da sua Ira;

2- Examine se a sua ira é justa ou pecaminosa (utilize as três perguntas sugeridas na mensagem);

– Compartilhe com a sua célula..

Conclusão:

– A Ira de Deus e o Seu amor se encontraram na Cruz (João 3.16)

– Quando nos irarmos precisamos identificar se a nossa Ira é ou não pecaminosa;

– A Ira pecaminosa é voltada para mim e não produz uma atitude piedosa relacionada aos interesses de Deus;

Perguntas:

1- O que Deus falou ao seu coração através da mensagem?

2- Você fez as tarefas práticas e os devocionais? Compartilhe.

3- O que você precisa mudar e como vai fazer isso? Quem você escolheu para te acompanhar nesse processo?

Anúncios