Hebreus 4.12-16

Áudio

José e Maria são casados a 08 anos e tem 02 filhos, e eles tem problemas no seu casamento. José fica irado com facilidade e ele explode contra a sua esposa e contra os seus filhos. Mas ele fica irado contra o seu chefe no trabalho e algumas vezes quase que ele foi demitido.

Mas ele é cristão e sabe que é errado ficar irado e depois se sente culpado por algum tempo. A sua mulher Maria é mulher que tem muitos medos. Ela tem medo de José e também de muitas outras coisas; ela tem ansiedade e ela se preocupa demais.

Os três maiores problemas que José e Maria tem:

  • Eles não veêm a verdadeira razão de seus problemas. E por causa disso eles culpam uns aos outros. E porque não enxergam o verdadeiro problema, também não enxergam a resposta que Deus E ele procuram outras formas de resolver os seus problemas.

A Maria procurou um profissional da área emcional, o José procurou seus amigos, e nenhum desses tem resolvido os seus problemas.

Três perguntas examinadoras:

  1. Nós estamos confessando o nosso pecado, em toda a sua profundidade, diante de Deus, nosso juiz que tudo vê? (vv. 12-13)

Então Deus vê o julgamento de José, que está por traz da sua ira. A sua justiça própria que faz com que ele desdenhe das pessoas. E Deus vê o remanescente de incredulidade no coração da Maria; a sua inabilidade de confiar em Deus nas suas provações e por isso ela tem ansiedade e medo. A palavra de Deus remove toda essa roupagem deles e também a nossa.

  1. Nós estamos olhando para Jesus, nosso Sumo sacerdote, como a provisão de Deus, para o nosso problema de pecado? (vv. 14,15)

Você está olhando para esse Jesus?

  • Seu grande Sumo sacerdote
  • Que “adentrou os céus”
  • O Filho de Deus

Esse é o tipo de pessoa que José precisa, porque essas explosões de ira, refletem um coração exigente que demanda coisas. José acredita que ele está no comando de todas as coisas. E as pessoas precisam me servir, a Maria tem que fazer o que eu quero, meu chefe tem que fazer o que eu quero. E se essas pessoas não servem aos meus objetivos eu tenho o direito de me irar contra elas.

Mas esse também é o forte Salvador que Maria precisa. Ela sabe que não está no controle das coisas, mas ela quer está no controle de todas as coisas. Mas é daí que vem a sua ansiedade, preocupação e medo. As coisas precisam está do jeito que ela quer, e se não estiverem, ela se torna uma pessoa ansiosa e cheia de medos. Então, a sua ansiedade reflete uma visão muito pequena do que Cristo é; ela não enxerga que Cristo é poderoso o suficiente pra cuidar dela no meio das incertezas da vida.

  • Seu Sumo sacerdote compassivo

Agora pense em Jesus: ele experimentou fome, ele experimentou fadiga e cansaço (adormeceu num barco), ele entendeu pobreza (ele dependia da generosidade de outras pessoas, não tinha onde reclinar a cabeça), ele experimentou rejeição (até dos seus amigos), ele experimentou pressão, demandas de exigência (pessoas queriam levantá-lo rei), as pessoas são como piranhas, elas viajam em grupo e elas querem um pedacinho de você. Então as pessoas tentaram controlá-lo, manipulá-lo, e ele conheceu a morte. Dor e sofrimento físico; ele sofreu quando o seu Pai virou o rosto pra ele na cruz. Este é o seu Salvador que não deizar de se compadecer de você.

  • Seu Salvador sem pecado

Isso é o que José e Maria precisam ser capazes de compreender. A verdadeira causa dos seus problemas e vê Jesus o Redentor, como a resposta.

 

  1. Nós estamos indo a Jesus para perdão e poder em tempo de necessidade? (v. 16)

É uma coisa é ver Jesus como resposta e outra coisa é ir a Jesus. A imagem de um trono é poderosa. Ela simboliza poder, autoridade e força. Mas para o cristão, não é um trono de julgamento, mas um trono de graça.

E qual deve ser a nossa atitude quando nos aproximamos do Pai em oração?

  • Nos achegar com confiança

Agora, o que você recebe quando está diante do trono de graça? (v.16)

  • Misericórdia (perdão dos nossos pecados)

Mas o que isso significa para o José? O José depois dos rompantes de Ira, fica se sentindo culpado, triste, e aí ele chega na situação em que ele diz que não pode mais pedir perdão pra Deus. Dois cartões amarelos numa partida de futebol você é expulso. No trono da graça não é assim.

Jesus ensinou para Pedro que devia perdoar 70X7, então temos a certeza de que o Senhor é misericordioso. Então, José precisa vir de novo. E Maria tem esse pecado de ansiedade e ela também precisa do perdão de Cristo.

  • Graça para nos ajudar em tempo de necessidade.

Graça, é o poder dinâmico de Deus, dado a nós imerecidamente, que nos capacita a desejar e a fazer o que devemos. (2 Co. 12)

Ilustração: Crianças que estão brincando e quebram um vaso de estimação da mãe. “Me parece que o seu Lar é o melhor lugar pra você correr para, quando se faz algo de ruim”.

Me parece que é isso que o escritor aos Hebreus está tentando dizer pra nós. E se você é como José e Maria que tem muitos problemas, e todos nós temos problemas, vamos voltar pra Deus onde nós encontramos perdão e a graça que nos sustenta.

 

Para Pensar e Viver:

  1. Existe algum pecado em sua vida que você deseja confessar e abandonar, entendendo que Deus tudo vê?

 

  1. Você descobriu algo novo sobre Jesus, que renovou a sua esperança?

 

  1. Movido pelo Espírito e pela Palavra você deseja Vir a Jesus para receber Perdão e Poder para vencer o pecado?
Anúncios