Hebreus 10.1-18

Áudio da mensagem

Mensagem completa

Devocionais de 3 a 6 anos

Devocionais de 7 a 10 anos

Encontro infantil

1)    A Lei de Deus, que estabeleceu os sacrifícios, não trazia benefícios reais, mas apenas uma indicação do que receberiam no futuro (v.1,4; Salmo 51.16-17; II Crônicas 30.18b-20)

Aplicação

É desestimulante quando percebemos que nossa relação com Deus se resume a cumprir rituais superficiais e de fato, podem estar sendo apenas programas vazios de Deus. No íntimo, estes sabem que não é real o que estão sugerindo no culto e nos encontros com a igreja. Por consequência, vivem inseguros quanto ao cuidado de Deus bem como quanto ao seu futuro com Ele.

2)    Os sacrifícios não tiravam, mas lembravam a culpa dos pecados (v.2-3; Romanos 7.13)

Aplicação

É desestimulante quando lembramos de nossas culpas e pensamos que não somos aceitos por Deus por mais que nos esforcemos para fazer o que Ele quer.

  1. Isso acontece porque as pessoas a nossa volta somente nos lembram de nossa culpa
  2. Isso também é comum quando nós mesmos aplicamos uma justiça própria que tenta fazer o que é certo para ser aceito por Deus e pelas pessoas. Sabemos que somos pecadores e isso é um duro conflito em nosso coração.

3)      O Pai expõe sua vontade de providenciar um sacrifício perfeito (v.5-6)

Em primeiro lugar haveria um símbolo (sombra) provisório, repetitivo e ineficaz.

Em segundo lugar, um Deus-homem pagaria a dívida do pecado da raça humana (Gál. 4.4-5)

Ele providencia tudo o que é preciso para o resgate do homem, para adotá-los como filhos.

Aplicação

Há muitas religiões que definem coisas que o homem precisa fazer para ser aceito por Deus. O judaísmo diz que Deus os aceitará por cumprirem a Lei de Moisés. Os mulçumanos pensam a mesma coisa sobre os que obedecem ao alcorão. Os católicos pensam a mesma coisa quando a serem moralmente bons. Mas não precisamos ser bons o bastante para sermos aceitos por Deus. Deus fez tudo. Isso porque o Pai quer que estejamos em sua presença. Isso é estimulante!

4)    O FILHO cumpre a vontade do Pai para sermos perfeitos definitivamente (vs. 7-14; Colossenses 2.13-14)

Aplicação

Não podemos pensar que dependendo de como agirmos seremos aceitos quando vamos louvar ou orar. O Filho cumpriu toda a vontade do Pai. Sim, o Filho quis abrir este acesso para você até a presença do Pai. Isso é estimulante!

5)      O Espírito Santo ratifica nossa liberdade da culpa (v.15-17)

Aplicação

Imagine que você colocasse em um banco de testemunhas sua lógica, seus sentimentos, suas impressões sobre si mesmo. Eles deveriam dar testemunho sobre sua dignidade para estar diante de Deus. Certamente que o testemunho deles iria se alterar com o tempo: alguns momentos aprovando e em outros momentos reprovando você. A verdadeira testemunha é o Espírito. Para que você tenha coragem de entrar na presença do Pai, ele testemunha que esqueceu seus pecados!

Conclusão

“Onde essas coisas foram perdoadas, não há mais necessidade de sacrifício pelo pecado. ” (v.18)

  • Deus não quer que você tente se aproximar dele com orgulho de ter feito tudo ou mesmo muito do que foi ordenado, você nunca conseguirá.
  • Deus não quer que você desanime por causa de suas fraquezas, ele nunca contou com sua força para o conduzir a obediência.
  • Confie no perdão e purificação operados em você pelo sangue de Cristo para continuar na fé.

Medite

  • Alguma coisa tem desmotivado você a perseverar na fé?
  • Considerando o que aprendeu com Hebreus 10.1-18, há motivo para desmotivação?
  • Você tem procurado ser justo pelos seus esforços?
  • Memorize Hebreus 10.14
Anúncios