O amor que me faz enxergar

em

1 João 2.7-11

  1. O velho mandamento do amor torna-se claro na vida de Cristo e de sua igreja (vs. 7-8)

O caráter antigo: este mandamento já existia nos tempos da nação de Israel (Levítico 19.18)

O caráter novo: o referencial vivo: o amor de Cristo pelos discípulos. (João 13.34-35).

Cristo ensinou que “o amor suporta” e “não resiste”. (Mateus 5.38-39; I Pedro 2.23)

Cristo ensinou que “o amor se importa”. (1 João 3.16-18)

  1. O amor que vemos em Cristo é o padrão dos que foram iluminados (v.9)

Quem conhece o amor de Cristo por ele, não precisa dar valor a si mesmo. (Mateus 6.26-27)

  1. Não amar, tira a condição de compreender claramente o que está acontecendo. (v.10-11)

Quando amamos a Deus e às pessoas é tão mais fácil adorar e obedecer e é tão mais fácil lidar com elas. (João 6.68-69).

É o amor de Deus em nós que faz com que não sejamos “isca de armadilha” (Mateus 18.7).

  1. Aprendendo a amar como Deus o amou

  • Deixe de julgar as pessoas e tenha uma visão mais humilde de si mesmo. (Prov. 3.34).
  • Substitua ao máximo tarefas de interesse pessoal por tarefas de interesse alheio (Filipenses 2.4)
  • Procure as pessoas que foram magoadas por você, e reconcilie-se com elas (Mateus 5.23-24)
  • Procure as pessoas que magoaram você e procure servi-las (Romanos 12.20-21).
  • Descanse no poder de Deus para conduzir seu coração a amar (Ezequiel 11.19-20)

Conclusão

  • Não deixe que o orgulho o faça pensar que é mais espiritual que os outros
  • Decida suportar as fraquezas do outro, pagando o preço necessário
  • Decida se importar com as necessidades dos outros, mais do que com as suas

Medite

  • Existe alguém que você pode estar tendo dificuldades de suportar?
  • Existem pessoas em sua convivência que precisam de você e você tem desprezado?
  • O que você poderia fazer que demonstraria arrependimento verdadeiro?

Vivendo a Palavra

  • Memorize e estude João 13.34-35
  • Reveja os textos desta mensagem aos poucos e durante a semana.
  • Defina o que você fará para praticar o terceiro ponto da meditação.
  • Compartilhe com seu discipulador o que pretende fazer e preste contas a ele.
Anúncios

Deixe seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s